Festas Juninas em abril é algo estranho para os ouvidos de um brasileiro: Não se celebram as Festas Juninas em abril, mas sim em Junho! Em Lisboa o Brasil decidiu celebrá-las mais cedo para dar mais cor, dança e sons durante 10 dias. Começou esta sexta-feira passada, dia 7 com as atuações de Os Gonzagas, Lucy Alves, entre outros. E esta sexta, dia 16, vamos ter Elba Ramalho, uma famosa cantora e atriz brasileira.

 

A ideia da mostra Brasil Junino foi feita após os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro para promover esta tradição brasileira. Para além de Lisboa, este festival vai estar por Madrid, Roma e Paris promovendo os festejos juninos que fazem parte da cultura do nordeste brasileiro com músicas regionais, danças folclóricas e comida típica. Como tradição estes festejos são como os nossos santos populares em Portugal. Celebra-se o São João com muita influência portuguesa nas suas tradições. A música e os instrumentos usados como o cavaquinho, o acordeão, triângulo ou ferrinhos, reco-reco, etc.) estão na base da música tradicional portuguesa, trazida pelos povoadores e, mais tarde, os imigrantes. O mesmo se passa com as roupas: eles de camisa em xadrez, elas de vestidos de chita coloridos, influenciados pelo modo de vestir das pessoas do campo.

(Imagem: Reprodução Nossa Gente)

Imagem: Reprodução Nossa Gente

Com o passar do tempo as festas foram ganhando características próprias pelas várias regiões do país, tornando nas mais importantes festividades brasileiras, a seguir ao Carnaval.
Apesar de serem celebradas um pouco por todo o lado, é no Nordeste que estão mais enraizadas. Temos cidades como Campina Grande e Caruaru onde os festejos são mais célebres pelas suas festas e concursos de quadrilhas. Como o mês de junho é aproveitado para agradecer ao santo pelas colheitas, principalmente a do milho, a maioria da gastronomia tradicional durante esse período tem esse alimento como ingrediente principal. Temos Pamonha, curau, milho cozido, canjica, cuzcuz, pipoca, bolo de milho… uma oferta variada para confortar os estômagos!
E dança! A dança mais típica durante os festejos é a quadrilha que nasceu de influência europeia das danças dos salões aristocráticos no século XVIII. Relativamente à sua técnica há um animador que vai pronunciando frases e os participantes, geralmente casais, vão se movimentando de acordo com o que ele dita. Vamos preparar a grande roda! Balancê! Anarriê!

(Imagem: Reprodução Viagem.uol.br)

Imagem: Reprodução Viagem.uol.br

Evento: Brasil Junino
Onde: Pavilhão de Portugal
Quando: de 7 a 16 de Abril
Entrada Livre

Mais informação em http://www.brasiljunino.com.br/

E se quiserem saber mais influências culturais e históricas entre Portugal e Brasil, venham fazer o nosso BrasiLX! Mais informação aqui.

Isabel Bernardo
Isabel Bernardo
Nascida e criada em Lisboa, tem a literatura, línguas e turismo como formação e um carinho especial pelo património, história, escrita e música. Entra nesta aventura, pelo gosto que tem em construir historias e passeios e pelo contacto com as pessoas. Fora da Rota é isso mesmo! Uma viagem enriquecedora entre amigos, mostrando os encantos de Portugal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *