essay writing support bewerbungsanschreiben muster writing papers paper essay mla essay

O quê? Porquê? Como? Os nossos visitantes fazem muitas perguntas durante as nossas visitas guiadas e nós gostamos sempre de responder. Essa é a grande vantagem de estar num grupo pequeno ou privado – tendo tempo e conforto em perguntar ao nosso guia local e aprender sobre a cidade. Estas são as perguntas mais comuns que os nossos visitantes fazem quando estão a desfrutar a beleza da cidade de Lisboa. 

As nossas visitas guiadas em Lisboa são maioritariamente com grupos pequenos e privados e os nossos visitantes gostam disso, pois se sentem à vontade em fazer perguntas. São curiosos e, por isso eles gostam de saber mais sobre a vida local e a cultura da cidade. Estas são as perguntas mais comuns que surgem e nós respondemos com muito prazer. 

 

Qual a população de Lisboa?

                                                                                                             Imagem: Reprodução Visão

Esta será a pergunta número 1 das mais usadas. A resposta é de mais de 500 000 pessoas, mas se contarmos com a área metropolitana, somos mais de 2 milhões. 

Isto é o rio ou o mar? 

                                                                                                 Imagem: Isabel Bernardo, Fora da Rota

Em cada miradouro da cidade podemos avistar a vasta água de azul forte, a atravessar a paisagem. É uma surpresa para muitos dos nossos visitantes quando lhes informamos que estão a olhar para um rio largo que muitos acreditam ser o mar. É o rio Tejo e nasce em Espanha. É o maior rio da Penísula Ibérica com 1007 km de comprimento. O que vemos em Lisboa já é o seu estuário, quase a chegar ao mar. 

Ah! E essa é a ponte Golden Gate!

                                                                                   Imagem: Isabel Bernardo, Fora da Rota Tours

Claro que dizem isso como piada. O que surge na paisagem é a ponte 25 de Abril, construída em 1966. Muito mais nova que a Golden Gate que foi construída em 1937. A ironia é que muitos acreditam que foi feita pelo mesmo arquitecto – o autor da ponte Golden Gate foi Joseph Strauss que faleceu em 1938, ou pela mesma empresa – A Golden Gate foi construída pela Bay Bridge e a ponte 25 de Abril foi construída pela American Bridge Company. O único aspecto em comum é que ambas as empresas são americanas. É possível caminhar na Golden Gate e é possível atravessar a ponte de comboio na 25 de Abril. Mas, sim, são muito parecidas. 

Estamos a ver o  ”Cristo Redentor” do Rio de Janeiro?

                                                                                    Imagem: Reprodução Portugal Museum Store

Podemos igualmente ver a semelhança com outra cidade ao olhar para a monumental estátua do Cristo Rei, no outro lado do rio. É muito parecida com o Cristo Redentor no Rio de Janeiro. Vemo-la imediatamente, no outro virada para Lisboa, de braços abertos. É uma cópia da estátua no Rio de Janeiro. O cardeal de Lisboa em 1934 e em visita à cidade brasileira, apaixonou-se pela estátua e quis fazer uma parecida em Lisboa. Ficou na cidade de Almada e levou uns anos a ser construída, mas o sonho do cardeal foi concluído em 1959. 

Ah os azulejos são tão bonitos! Qual a sua história? 

                                                                                                       Imagem: Reprodução Vida Cigana

Os azulejos apareceram primeiramente com os mouros, mas os azulejos nas fachadas dos prédios são uma moda que apenas se vê em Portugal. Diz-se que essa ideia foi trazida pelos emigrantes portugueses que regressaram do Brasil. Como tinham nas suas casas esse tipo de decoração, trouxeram consigo essa moda para Portugal. Também se diz que os azulejos foram uma escolha devido também aos seus materiais resistentes e de fácil manutenção. Apenas são lavados, ajudam a proteger os edifícios das humidades e mais ainda… são lindos e de várias cores!  

E o seu bonito chão?

                                                      Imagem: Reprodução O Corvo

A calçada portuguesa é uma das características que vemos por toda a cidade. Os seus bonitos padrões com pedras negras e brancas fazem-nos lembrar os mosaicos romanos. Em Lisboa esta forma de arte, surge no século XIX. Diz-se que o primeiro trabalho foi feito no Rossio, pelos prisioneiros que tinham como sua residência o castelo de São Jorge e deixaram essa forma ondeada, o ”Mar Largo” que foi exportado para o  famoso calçadão do Rio de Janeiro na década de 50 do século XX. A calçada portuguesa encontra-se, igualmente, em outras cidades longínquas como Macau. 

Estas e outras curiosidades encontrarão durante as nossas visitas guiadas! Reserve uma visita guiada connosco e descubra a bonita cidade de Lisboa!True Travel, Real People.

 

 

Book Now