No dia 27 de Março celebra-se o Dia Mundial do Teatro e dedicamos o artigo de hoje aos teatros de Lisboa. Estes são alguns que destacamos pela sua beleza e história.

O teatro faz parte da cultura de cada cidade e Lisboa é uma cidade cheia de vida com muitos teatros interessantes, não apenas pelo teatro, dança ou música e artistas talentosos, como também pela beleza dos seus edifícios e importância histórica. Seguem por aqui alguns dos teatros em Lisboa que destacamos hoje no nosso artigo. Alguns não se dedicam apenas ao teatro, mas exclusivamente a outras formas de arte como a música e a dança.

Teatro Nacional D. Maria II

Imagem: Reprodução Sabado

Enquanto se caminha por Lisboa, mais precisamente pelo Rossio, destaca-se um edifício branco. É o teatro D. Maria II, construído em 1846 durante a celebração do 27º aniversário da rainha D. Maria II. Por isso, o seu nome oficial é o da rainha. Em 1964 sofreu um grande incêndio e apenas foi salva a sua façada. Foi renovado, respeitando a traça original e reaberto em 1978.

Morada: Praça D. Pedro IV

Website: http://www.tndm.pt

Teatro da Trindade

Imagem: Reprodução Move Noticias

Tradicionalmente, o Chiado tem sido, durante muitos anos, o centro cultural onde os intelectuais, pensadores, escritores se encontravam. E com isso trouxe uma vida cultural bastante viva com teatros e outras formas de entretenimento. o Teatro da Trindade sempre testemunhou essa vida. Situado no Chiado, nasceu em 1867 e foi usado não apenas para as peças de teatro, como também para concertos de música, bailes, musicais e cinema, durante os seus momentos de maior crise. Também sofreu muitas mudanças no seu interior, sem perder o seu charme.

Morada: Rua Nova do Trindade, 9

Webiste: http://www.inatel.pt/Fundacao/o-que-fazer/tti/p/Programacao.aspx?ext=.

Teatro São Luiz 

Imagem: Reprodução Visão

Igualmente situado no Chiado, encontramos o teatro de São Luiz. A sua façada simples, engana o seu interior magnífico, relembrando um passado glorioso. Guilherme da Silveira, um português milionário, actor e homem de negócios e que ganhou a sua fortuna no Brasil, estava ancioso em investir num teatro em Lisboa. Juntou vários investidores e conseguiu, com isso, mandar construir o teatro, inaugurado em 1894, com o nome da rainha D. Amélia. A arquitectura ficou na responsabilidade de Ernest-Louis Reynaud, um arquitecto francês que trouxe para o teatro um pouco do espírito parisense que se vivia na época. Com a revolução republicana o nome do teatro mudou para Teatro da República. Em 1914 sofreu um incêndio e foi reconstruído pelo arquitecto Tertuliano Marques, respeitando a traça original do teatro. Com a chegada do cinema, o teatro sofreu mais obras para se adaptar como nova sala de cinema. Foi comprado em 1971 pela Câmara Municipal de Lisboa. Hoje em dia é utilizado para concertos e outros eventos.

Morada: R. António Maria Cardoso 38

Webiste: http://www.teatrosaoluiz.pt/

Teatro São Carlos

Imagem: Reprodução e-cultura

No Chiado encontramos o Teatro Nacional dedicado à ópera. Foi construído para substituir o magnífico Teatro Ópera do Tejo, destruído com o terramoto de 1755. Foi inaugurado em 1793 e o arquitecto foi José Costa e Silva, grandemente influenciado pelos teatros italianos como o San Carlo em Nápoles e o La Scala em Milão. Durante o mês de Julho temos o Festival ao Largo, na praça com o mesmo nome do teatro, dedicado à música clássica.

Morada: Largo de São Carlos

Webiste: https://tnsc.pt/

Teatro Camões

Imagem: Reprodução Risco

O Teatro Camões tem sido desde 2003 a casa da Companhia Nacional de Bailado.  Foi construído na época da Expo ’98 e o seu edifício moderno situa-se perto do Jardim da Água, com uma vista magnífica para o rio. A Companhia é responsável pela programação do teatro.

Morada: Passeio do Neptuno, Parque das Nações

Website: http://www.cnb.pt/

Teatro Ibérico

Imagem: Reprodução Tracker Magazine

O teatro situa-se no que antes era uma igreja e a sua acústica e cenário sacro dão ao palco características únicas. Muitos acreditam ser o teatro mais bonito da cidade. A programação é organizada pela Companhia João Garcia Miguel.

Morada – Rua de Xabregas 54

Webiste: http://www.teatroiberico.org/