Thanks to friends’ invitation we went to visit the Cheese Market at Oliveira do Hospital, which was on 5th and 6th of March. Lying next to the biggest mountain in Portugal, Serra da Estrela, Oliveira do Hospital belongs to the official region of Serra da Estrela cheese production, being the king of this market.

The cheese is the result of a secular art and the tradition of this handmade cheese has been preserved throughout the centuries. The milk is provided by the sheep which are a special breed existing in this area – the Serra da Estrela or Churra Mondegueira and they are milked everyday. Then, the milk is taken to the cheese factory where it is carefully selected and then filtered to remove all impurities, following the process of coagulating the raw sheep’s milk. To help it being solidified you mix salt and thistle, a typical flower of this region, which is used as an enzyme to help the process. This way the milk gets into the fermentation phase. Then, the whey is removed and it is later used to make cream cheese. After this, the cheese gets in the process of ripening. It is kept inside a room at an ideal temperature and every day is turned upside down and carefully washed. The ripening process until it’s perfect to be sold is made at a minimum of 45 days. The Old Serra da Estrela Cheese, takes a longer period of 120 days. After this recipe, only possible if made patiently by professional care of the cheese makers, we have the king – Serra da Estrela Cheese. It is impossible to describe its flavour, only tasting it and I can tell you, it is delicious!
Most of the cheese factories are family businesses. This is the case of the cheese factory Quinta dos Lobos. Set at the village of Gramaços, Oliveira do Hospital, this farm produces certified cheese. The farm has around 250 sheep which enjoy the best grasses to help them produce a high quality milk. Besides the cheese, the farm also counts with other products: the cream cheese, honey, quince jelly, jams with many flavours, wine, several teas and olive oil. Nhammy …You should give it a try!
You can visit the farm to learn the production of cheese or to do other activities. For more information, take a look at their webpage:

http://www.dos-lobos.pt/index.php/en

Back to the market. As a man or a woman can’t live only with cheese, the market also presented some other delicious delicacies: the filled sausages, wines, bread and cakes. Outside you could find another part of the market, which was selling handcrafts. And, of course, as in any big market in Portugal we couldn’t miss the entertainment, secured by a TV channel. If you wish to get to know this market, I’m afraid you will have to wait for the next year. Set in your calendar!

DSCF5977 DSCF5965 DSCF5960 DSCF5944DSCF5995

Graças a um convite de amigos, desta vez, fomos espreitar a feira do Queijo em Oliveira do Hospital que decorreu nos dias 5 e 6 de Março. Já quase encostada na maior serra de Portugal Continental, a Serra da Estrela, Oliveira do Hospital pertence à região demarcada de produção de queijo da região, sendo este claro, o rei desta feira.
O queijo é fruto de uma arte de séculos e a tradição do seu fabrico artesanal foi-se mantendo ao longo deste tempo. O leite é proveniente das ovelhas da raça ”Serra da Estrela” ou ”Churra Mondegueira” e todos os dias elas são ordenhadas. Depois, o leite é levado às queijarias e aí começa todo o processo da sua produção. É criteriosamente selecionado e depois coado para serem retiradas as impurezas e segue-se o processo de coagulação do leite de ovelha cru. Para ajudar à sua solidificação misturam-se o sal e a flor do cardo, uma planta típica da região, que funciona como uma enzima para esse processo. O leite é então coalhado, isto é, entra em fase de fermentação. Depois, extrai-se o soro do leite que é aproveitado para se fazer o requeijão. Feito isso, o queijo entra no processo de cura. Guardado num local com a temperatura ideal, todos os dias o queijo é virado e frequentemente lavado. O processo de cura até à sua comercialização é feito no mínimo de 45 dias. O Queijo da Serra Velho, leva a um tempo de cura de mais de 120 dias. Depois desta receita, impossível de se fazer em casa, só mesmo com as mãos pacientes das queijeiras, temos nascido o rei – o Queijo da Serra da Estrela. É impossível descrever o seu sabor, só mesmo provando e digo-vos, é delicioso!
As queijarias são, na sua grande maioria, negócios familiares. É o caso da queijaria da Quinta dos Lobos. Situada na freguesia de Gramaços, Oliveira do Hospital, esta quinta produz o queijo da serra certificado. A quinta tem cerca de 250 cabeças de ovino, que desfrutam do pasto e das melhores ervas para poderem produzir leite de qualidade. Para além do queijo, a Quinta conta também com outros produtos: o requeijão, o mel, a marmelada e as compotas caseiras de diversos sabores, o vinho do Dão, chás e azeite. Nhummy… Devem experimentar! Podem visitar a quinta para aprender um pouco mais sobre a produção do queijo ou fazer outro tipo de actividades. Para mais informação, consultem esta página:

http://www.dos-lobos.pt/
Voltando à feira. Como o homem ou a mulher não vivem só de queijo, a feira também apresentava outras iguarias, como enchidos, pão, vinhos e doces. Do lado de fora do mercado, também havia espaço para se vender o artesanato da região. E, claro, como em qualquer evento em Portugal, não faltou animação assegurada por um canal de televisão. Se desejam conhecer esta feira, agora só mesmo para o próximo ano. Marquem nas vossas agendas!

 

Isabel Bernardo
Isabel Bernardo
Nascida e criada em Lisboa, tem a literatura, línguas e turismo como formação e um carinho especial pelo património, história, escrita e música. Entra nesta aventura, pelo gosto que tem em construir historias e passeios e pelo contacto com as pessoas. Fora da Rota é isso mesmo! Uma viagem enriquecedora entre amigos, mostrando os encantos de Portugal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *