Regressar a BLOG FORA DA ROTA

Monumentos em Lisboa: o Aqueduto das Águas Livres

200088-aqueduto-das-aguas-livres-1_0-1-1200×480

Já repararam na grande construção com arcos que se destaca na paisagem de Lisboa? É enorme! É o aqueduto das Águas Livres, um trabalho de arquitectura extraordinário com mais de 200 anos.

Quando o grande terramoto aconteceu em 1755, uma das poucas obras que resisitiu orgulhosamente entre as ruínas foi o aqueduto das Águas Livres. Era tão surpreendente a sua construção que foi até mesmo elogiada por visitantes estrangeiros que testemunharam a destruição da cidade e descreviam-na à imprensa internacional.

Esta obra prima de engenharia começou por ser construída em 1731 quando era urgente para a cidade ter água potável. Havia 200 mil pessoas a viverem em Lisboa e 44 mil casas. A água vinha de algumas fontes disponíveis e era vendida por aguadeiros. Quantos mais degraus eles teriam de subir para lhe levar água, mais teria de pagar pelo serviço.

The Águas Livres aqueduct - Fora da Rota Tours

Imagem: Reprodução Lisboa e o Tejo

O rei D. João V decidiu que seria altura de resolver a situação e construir um aqueduto para melhorar o abastecimento de água na cidade. Mas teria de ser um aqueduto que satisfazesse os gostos do rei por coisas em grande. Ser pequeno não estava nos seus planos. Graças aos impostos sobre o vinho e carne, juntou-se dinheiro suficiente para finalmente construi-lo. O abastecimento de água melhorou em 1746 apesar do aqueduto não ter estado ainda totalmente construído. A sua construção foi finalmente terminada em 1799 e nessa altura o abastecimento de água triplicou. A partir dessa altura o aqueduto podia abastecer fontes espalhadas por toda a cidade e até mesmo casas nobres e indústrias. Foi. sem dúvida, inovador, bem planeado e resistente a catástrofes naturais como o grande terramoto. O aqueduto deixou de funcionar em 1967, mas já nessa altura era monumento nacional desde 1910 e podemos, hoje em dia, visitá-lo! Em 2018 celebram-se os 150 anos da EPAL. Se está à procura de algo para fazer em Lisboa poderá visitar este monumento gratuitamente todos os fins de semana até ao final do ano. Mais informação aqui.

Factos sobre o aqueduto:

  • Começa em Belas (Sintra) e termina em Lisboa, fazendo um total de 58 kms de comprimento;
  • O conjunto magnífico de arcos no vale de Alcântara têm  941 metros de comprimento, 35 arcos, tendo como o maior do mundo em pedra com 65,29 metros de altura  e 28,86 metros de largura.
  • Transportou água de 58 nascentes em 127 arcos
  • Testemunhou muitos acontecimentos durante a sua longa vida incluindo a lendária e obscura história do verdadeiro serial killer do século XIX em Lisboa. Chamava-se Diogo Alves e atirava as suas vítimas do cimo do aqueduto depois de as roubar…

Gostou de ler este artigo? Poderá ver esta e muitas mais histórias no nosso blog! Iremos publicar regularmente algumas curiosidades, histórias relacionadas com Lisboa e turismo sustentável. Sigue-nos no Facebook ou Instagram! Se está a planear visita Lisboa e gostaria de fazer uma visita guiada, entre em contacto connosco! True Travel, Real People.